É impossível ter 100% de certeza que o escolhido se tornará o funcionário dos sonhos da empresa e suprirá todas as expectativas. Na verdade é quase impossível que isso aconteça, mas em alguns casos o que pode ocorrer é ainda pior: o candidato selecionado e contratado torna-se uma decepção e não atinge nenhuma das expectativas para o cargo. 

Isso já aconteceu com você? Se a resposta foi sim, então a primeira coisa a ser dita é: não se culpe! 

Foi pensando em situações como essa que separamos algumas dicas para ajudar você a agir corretamente nesses momentos! Confira! 

O colaborador não é adequado porque ele é um trabalhador ruim ou foi colocado sobre ele muitas expectativas? Ele teve tempo de se adaptar? Também é preciso levar em consideração o momento da empresa, ela está organizada para receber um novo colaborador? Ele encontrou na empresa o suporte necessário para aprender e desenvolver seu trabalho com qualidade? Pense bem e converse com os gestores antes de tomar qualquer decisão, é importante levar todos os fatores citados em consideração!

Contratar e demitir custam, e não é nada barato, por isso pense bem, o colaborador está muito aquém do esperado? Ele é capaz de aprender a executar sua função com excelência? 

Mas lembre-se: por mais que demitir não seja barato, não é recomendado manter em sua equipe um profissional que não consegue cumprir com suas funções e pode até prejudicar outros colaboradores. Muitas das vezes é mais custoso manter um colaborador ruim do que iniciar um novo processo seletivo. 

Mais importante que todas as outras dicas é o feedback! Não é justo com o colaborador nem com a empresa deixar que ele acredite que seu trabalho está sendo feito de forma excelente. Chame-o para conversar e deixe muito claro quais são as suas pretensões e em que pontos você precisa que ele melhore. Muitas vezes o problema pode ser resolvido com uma conversa simples!

Você já viu o que fazer quando der errado, mas separamos algumas dicas para não deixar que você erre novamente na contratação, confira!

Gostou das dicas? Mande este link para seu amigo do RH que precisa saber como lidar com essa situação! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.